O Colégio Positivo preza pelo desenvolvimento de comportamentos empreendedores como persistência, planejamento, iniciativa, comprometimento e o gosto pela pesquisa e pela experimentação. Os projetos oferecidos aos alunos têm como objetivo fortalecer habilidades sociais, trabalho em equipe, independência intelectual e autoconfiança.

Dentro dessa proposta, desde os primeiros anos de ensino, os alunos são incentivados a fazer descobertas, entender o funcionamento das coisas, desenvolver raciocínio lógico, questionar ideias prontas e pensar sozinhos. À medida em que os alunos vão amadurecendo e se tornando mais independentes, novos desafios são propostos. Conheça alguns deles:

Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEEP)
O projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEEP), desenvolvido com base em metodologias elaboradas pelo Sebrae e implementado pela primeira vez em 2015 para alunos do Ensino Fundamental II, ajuda a enraizar práticas importantes ao empreendedor, como assumir riscos calculados, tomar decisões e ter um olhar observador para identificar oportunidades de inovações, mesmo em situações desafiadoras.

Para concluir o projeto, os alunos participam da Feira do Jovem Empreendedor. Após aprender, ao longo do ano, sobre planejamento de negócios, comportamento empreendedor, controle de qualidade, estratégia de marketing e pesquisa de mercado, os estudantes desenvolvem produtos e mostram, na Feira, que são capazes de dar os primeiros passos em direção ao empreendedorismo.

Miniempresas
Iniciativa voltada para a gestão de negócios, a criação de miniempresas é um projeto voltado para estudantes do 2º ano do Ensino Médio e realizado em parceria com a Junior Achievement Paraná, uma associação educativa. O objetivo é despertar o espírito empreendedor nos jovens. Além de ser uma oportunidade de aprendizagem e crescimento pessoal, o projeto influencia também na escolha consciente do futuro profissional, já que é uma amostra do que os alunos enfrentarão no mercado de trabalho.

No projeto, os estudantes são selecionados como em uma empresa real: preenchem um formulário com suas habilidades e passam por entrevistas. Para criar as empresas, recebem orientações sobre o mundo do empreendedorismo, sobretudo nas áreas de marketing, recursos humanos, finanças e produção. A partir da teoria, os alunos definem os produtos a serem vendidos, criam a marca, produzem um protótipo para identificar as etapas necessárias para a confecção, estabelecem uma meta e montam uma linha de produção. Além disso, estipulam um valor de custo para o produto a partir de pesquisas de mercado e participam de treinamentos.