Positivo lança Super Médio para iniciar preparação focada nos principais vestibulares e Enem desde a primeira série do Ensino Médio

Pais e alunos conhecem bem a realidade: superar o vestibular exige preparo de longo prazo, o que inclui maratonas com aulas de reforço, provas simuladas e a busca por conhecimento inclusive fora da sala de aula, para entender as questões mais difíceis. “Com experiência de mais de 40 anos nesse segmento, percebemos que o estudante que disputa os vestibulares mais concorridos precisa, em média, de três anos de preparação”, revela o diretor do Curso Positivo, Renato Ribas Vaz, um dos fundadores do grupo educacional.

Na maior parte das vezes, o treinamento para o vestibular ocorre a partir da chegada do estudante ao terceiro ano do Ensino Médio. Mas com concursos cada vez mais disputados, novas estratégias são necessárias. Pensando nisso, o Colégio Positivo começou este ano o programa Super Médio, com o objetivo de preparar os alunos para as provas de ingresso na universidade a partir do primeiro ano do Ensino Médio, ou seja, com pelo menos dois anos de antecedência. “Os alunos do Super Médio já vão se envolvendo com o curso desde o primeiro ano para sentir o ambiente de vestibular, diferente da rotina de um colégio tradicional”, afirma Vaz.

Os estudantes permanecem em período integral de estudos. Na parte da manhã, cumprem a carga horária regular das aulas. No entanto, o período da tarde é composto por aulas especiais com professores do Curso Positivo e conteúdo exclusivo de pré-vestibular. A estrutura do Super Médio funciona em módulos. São quatro módulos de programação curricular específica, com duração de sete semanas cada um. Em cada módulo, a disciplina muda, os professores também – tudo para que os alunos sintam uma motivação a mais para avançarem nos estudos. As disciplinas de Ciências Exatas e Língua Portuguesa são reforçadas durante todo o curso, já que são as mais exigidas nos vestibulares.

Em 2016, uma turma de 40 alunos da segunda série do Ensino Médio, na sede Batel do Curso Positivo, estreou o novo formato do Super Médio, com aprovação superior a 98%. “Em 2017, a meta é formar uma turma de primeira série e outra de segunda série – cada uma com até 80 alunos”, afirma Vaz. A partir daí, o objetivo é incrementar o número de turmas progressivamente. A leitura da instituição é de que os vestibulares estão se tornando mais difíceis a cada ano para os alunos.

“Com o sistema de cotas, o número de vagas para alunos egressos de escolas particulares diminuiu, deixando a entrada para as principais universidades mais concorrida. Com a criação do Super Médio, estamos incentivando nossos alunos a ter uma preparação melhor e com mais antecedência, em função da redução das vagas existentes no vestibular”, ressalta o diretor.