Evento possibilita desenvolvimento de robôs

No decorrer de novembro, cerca de 300 alunos do 4º ao 9º ano do Colégio Positivo colocaram em prática conhecimentos em tecnologia para o desenvolvimento de robôs. No Festival de Robótica, eles realizaram missões robóticas em um tapete oficial da First Lego League (maior torneio do segmento no mundo), por meio de robôs desenvolvidos em equipes de até cinco alunos. Todas as etapas do processo – projeto, planejamento, teste e programação – foram realizadas pelos próprios estudantes, sem a intervenção dos professores, que atuaram apenas como mediadores. Para isso, conceitos trabalhados ao longo do primeiro semestre, em sala de aula, na temática Nanotecnologia, sobre a importância de mecanismos robóticos na otimização de processos da indústria, medicina e farmacologia, por exemplo, foram explorados.

Além disso, a atividade exigiu que os participantes compreendessem definições de Mecânica e Design, essenciais para a construção de robôs. Ao mesmo tempo em que sedimentavam saberes específicos, com a manipulação da linguagem de programação avançada do software da Lego Education Mindstorm NXT, os alunos exercitaram a habilidade de trabalhar em equipe, por meio do compartilhamento de ideias. “Além de possibilitar aos estudantes a aplicação dos aprendizados teóricos em tecnologia, o Festival de Robótica destacou as aptidões técnicas e científicas dos participantes, que se dedicaram durante todo o semestre para apresentar os resultados em um único round de três minutos”, descreve Ana Carolina Follador, coordenadora Pedagógica da Zoom Education for Life (distribuidora exclusiva da Lego Education), juíza oficial da First Lego League no Brasil e organizadora do Festival de Robótica.

De acordo com ela, a participação dos estudantes foi extremamente significativa, refletindo a preocupação do Colégio Positivo em investir continuamente no ensino, sintonizado com as atualizações tecnológicas em amplitude internacional. “Foi sensacional ver a evolução dos alunos no festival e poder compartilhá-la com as famílias”. Follador diz que o objetivo é de que o Festival de Robótica volte a acontecer em 2016, com reformulações interessantes. “Sem dúvida, no ano que vem, o evento será ainda maior, com nível ainda mais elevado em termos de tecnologia e design”, completa. Neste ano, a Robótica foi assunto de destaque no ensino da instituição. No Colégio Positivo Internacional, os alunos deram início a um projeto desenvolvido em parceria estratégia com o Instituto Avançado de Robótica (IAR).

festival_de_robotica_18122015121438