>> HISTÓRIA
Conheça um pouco mais a história de um dos maiores grupos de ensino do Paraná.
1972
A origem do nome e do símbolo. A primeira campanha publicitária do Positivo foi desenvolvida pela agência Lema Propaganda. O nome do Positivo foi criado e sugerido pelo professor de Biologia Samuel Ramos Lago, sócio até os dias de hoje. Ao propor o nome, ele apontou com o seu dedo o sinal “positivo” para a criação da marca. Nascia, assim também, a “mãozinha”. Os traços finais foram dados pelo então publicitário, hoje artista plástico paranaense, Luis Carlos Retamozzo.
1972
Um grupo de jovens professores, apaixonados pela profissão, decidiu se unir em torno de um ideal, criar um curso pré-vestibular diferente, que acompanhasse os estudantes até os dias que antecediam o vestibular – algo pioneiro no Brasil. Nasce aí o Curso Positivo, marcado pela criatividade, inovação e pela abrangente compreensão das necessidades dos estudantes. Ao alugar uma sala no centro da cidade e oferecer aulas de graça aos vestibulandos, os professores chamaram a atenção do mercado e revolucionaram este segmento.
1972
A história da Posigraf nasce junto com a do Curso Positivo, para produção de material didático com a qualidade e a agilidade necessárias. Assim, a empreitada educacional do Grupo Positivo inicia com gráfica própria. Os professores escreviam, editavam e encadernavam o material didático, enquanto dois desenhistas dividiam uma prancheta para fazer a arte-final em duas cores, o que tornava o material visualmente mais atrativo na época. Surgia assim também o embrião da Editora Positivo.
1974
A experiência com os vestibulandos levou os professores a perceber que alguns dos diferenciais de seu método poderiam ser aplicados a outro segmento educacional. Era a oportunidade de criar um colégio voltado ao Ensino Médio, com o propósito de aprofundar conhecimentos e iniciar mais cedo a preparação para os conteúdos exigidos nos concursos vestibulares. O Colégio Positivo está instalado, desde 1976, na Rua Ângelo Sampaio, em Curitiba.
1977
A convivência diária com os estudantes, assim como a experiência adquirida em anos de dedicação ao magistério, levaram os professores do Positivo a sonhar com uma ação transformadora de educação desde os primeiros anos de vida escolar. O investimento no Ensino Fundamental deu origem ao Colégio Positivo Júnior da Rua Marcelino Champagnat, em Curitiba. Na atualidade, essa unidade do colégio abriga estudantes da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental. Também oferece ensino bilíngue em período integral.
1979
Em poucos anos, a metodologia de ensino e o material didático utilizados nas escolas do Positivo conquistaram professores, pais e alunos. Com uma abordagem sempre atual e dinâmica, privilegiando a reflexão e a aplicação prática dos conteúdos, nascia o Sistema Positivo de Ensino, que foi além da instituição e ganhou espaço em outras cidades do PR, SC e RS, dando início também às atividades da Distribuidora Positivo – atual Editora Positivo, que passou a abastecer escolas de toda a região Sul do Brasil.
1980
No início dos anos 1980, o Positivo teve sua primeira experiência internacional. Em parceria com a Construtora Camargo Correa, foi administrador da escola da Usina de Gúri, na Venezuela. Professores das Escolas Positivo levaram sua experiência aos filhos de brasileiros que trabalhavam na construção da hidrelétrica. O Positivo também atuou em escolas nas hidrelétricas de Salto Osório, Salto Santiago e Guaíra (PR), na hidrelétrica de Itá (SC), na usina de Porto Primavera (SP) e nos Projetos Jari e Cadam (PA).
1980
Experiência Positivo nas Indústrias de Papel. Também na indústria papeleira do Brasil, o Positivo ofereceu sua contribuição levando ensino de qualidade aos filhos dos trabalhadores, desde os anos 1980. Assim nasceram escolas nas cidades de Arapoti (Inpacel), Jaguariaíva (Pisa) e Telêmaco Borba (Klabin), todas no estado do Paraná. Essas três indústrias ainda mantêm as escolas com o nome Positivo e utilizam o seu sistema de ensino.
1980
Nos anos 1980, o Positivo também esteve presente com escolas próprias no interior do Paraná. Em Londrina (foto), o Positivo adquiriu o antigo Colégio Mário de Andrade, e na cidade de Ponta Grossa, o Colégio Positivo funcionou durante alguns anos. Hoje, o Positivo só possui escolas próprias em Curitiba.
1986
A partir dos anos 80, a área educacional do Grupo Positivo cresceu rapidamente. Em 1985, a Posigraf produziu mais de 290 mil livros didáticos que foram distribuídos para a rede de escolas conveniadas e chegaram a cerca de 77 mil estudantes. Para atender à nova realidade, a gráfica investiu em novas instalações. A quarta sede foi construída na Cidade Industrial de Curitiba, com uma área de 5 mil m² construídos, em uma área total de 20 mil m².
1986
Em 1987, apenas um ano depois da mudança para a CIC, a Posigraf deu um salto de produção que refletia a crescente adesão das escolas ao Sistema Positivo de Ensino. O cenário favorável trouxe novas oportunidades de negócios, que com a compra da primeira impressora rotativa, News King, iniciou uma nova fase, inclusive com atendimento a clientes externos, arte-final e edição de materiais, um dos diferenciais da Posigraf até hoje.
1988
Depois de 16 anos de dedicação ao Ensino Fundamental, Ensino Médio e Curso Pré-Vestibular, e com um consolidado programa educacional, o Grupo Positivo ampliou sua atuação para o Ensino Superior. Assim nasciam as Faculdades Positivo, que, inicialmente, ocuparam uma área de 4.500 m² no bairro Seminário, em Curitiba, com a oferta de cursos como Comércio Exterior, Informática, Pedagogia, Administração Rural e Administração de Empresas.
1989
Foi no curso de Informática das Faculdades Positivo que surgiu, em 1989, o projeto de montagem de microcomputadores para atender ao mercado educacional, dando origem à Positivo Informática, que, no início, funcionava dentro da própria faculdade. A empresa passou a produzir computadores para as escolas do Grupo Positivo e também para as escolas conveniadas em todo o Brasil.
1994
Aliando a fabricação de computadores à experiência do Grupo na área educacional, a Positivo Informática passou a atuar no mercado de Tecnologia Educacional, oferecendo soluções que enriquecem o processo ensino-aprendizagem e transformam a sala de aula em um ambiente estimulante e desafiador para os alunos. Começou pelo desenvolvimento de softwares educativos e rapidamente já oferecia soluções como os Portais e as Mesas Educacionais.
1995
Em 1995, pela primeira vez, a Posigraf lidera o ranking da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf) nos segmentos promocional e editorial, posto que sustenta até hoje. A compra da segunda rotativa marcava o início da prospecção de novos clientes. A Posigraf passou, então, a atuar comercialmente, atendendo outros mercados, além das demandas do Grupo Positivo.
1996
Com o propósito de atender melhor a seus alunos, foi construída uma nova sede para o Curso Positivo, na Avenida Sete de Setembro, em Curitiba. Atualmente o Curso Pré-Vestibular funciona em duas unidades, a tradicional sede da Av. Vicente Machado e a do Batel. No hall de entrada da nova sede, os alunos ganharam um painel de 21 metros do artista Poty Lazzarotto.
1996
A partir de uma ação de merchandising do Sistema Positivo de Ensino na novela “Rei do Gado”, da Rede Globo, em 1996, o Positivo foi lembrado e reconhecido pelos brasileiros que residiam no Japão a trabalho. No ano seguinte, o Sistema Positivo de Ensino alcançou escolas japonesas que tinham como alunos os filhos de decasséguis. Até hoje, milhares de filhos de brasileiros residentes naquele país estudam com o material didático Positivo.
1996
Em 1996, a Divisão de Tecnologia Educacional da Positivo Informática lançou a primeira versão da Mesa Educacional, que torna o processo ensino-aprendizagem mais interativo, lúdico e interessante. Dirigido a alunos de diversas faixas etárias e também alunos com necessidades especiais e para a educação de jovens e adultos, o produto ganhou novos modelos nos últimos anos, com tecnologia de realidade aumentada e foco em inglês, espanhol ou matemática.
1997
Ao focar na qualidade de seus produtos e serviços, a Posigraf conquistou, em 1997, a certificação ISO 9001 em todas as fases do processo gráfico. Também naquele ano, a Posigraf realizou um grande investimento e ampliou seu parque gráfico, fator que levou a empresa a liderar o mercado brasileiro no segmento de livros, revistas e impressos comerciais e promocionais.
1998
Apenas 10 anos depois da criação de seus primeiros cursos universitários, o Grupo Positivo realizava uma importante conquista, um decreto assinado pelo então presidente da República Fernando Henrique Cardoso converteu as Faculdades Positivo em Centro Universitário Positivo, o UnicenP. Com 18 cursos de graduação, o novo centro universitário seguia conquistando a confiança e o respeito da comunidade em função da excelência no ensino.
1998
O Positivo inaugurou o Centro de Línguas Positivo, escola de idiomas voltada ao ensino do Inglês e do Espanhol. Criada para atender os alunos do Positivo, recebeu estrutura própria junto ao Colégio Positivo Júnior e uma metodologia exclusiva e diferenciada. Seus equipamentos audiovisuais contam com a mais avançada tecnologia multimídia. Em 2011, o Centro de Línguas foi homologado pela Universidade de Cambridge para aplicar exames internacionais.
1999
Com uma campanha publicitária estrelada pela atriz Fernanda Montenegro, foi apresentada mais uma sede do Colégio Positivo em Curitiba, na Rua Itupava, no bairro Alto da XV. O Colégio Positivo – Jardim Ambiental atende alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio, num ambiente em que a modernidade, o conforto e a amplitude das instalações são emoldurados pela beleza das áreas verdes. Traduzindo também nas instalações a qualidade do ensino oferecido.
2000
Inauguração do campus universitário. A aquisição da área de um antigo haras, no bairro do Campo Comprido, próximo da Cidade Industrial de Curitiba, trouxe um grande entusiasmo ao Positivo. Nasceria ali o projeto da construção do campus universitário à altura do ideal de qualidade desejada para sua futura Universidade. Sócios, diretores e professores percorreram toda a área de mais de 410 mil metros quadrados para conhecer e imaginar o projeto da nova universidade.
2000
A Divisão de Tecnologia Educacional da Positivo Informática lançou os Portais Educacionais para utilizar todo o potencial da internet na Educação. Aprendizagem colaborativa, recursos multimídia, obras literárias, enciclopédias, ferramentas de produção, comunicação e gestão, são apenas alguns exemplos dos inúmeros recursos oferecidos pelos Portais. Presentes em escolas particulares e públicas e em instituições de ensino superior de todo o país, possuem o maior e mais confiável conteúdo educacional em Língua Portuguesa.
2001
A Posigraf foi apontada como a maior gráfica do Brasil pela Abigraf, no segmento livros, revistas e periódicos, por sete anos consecutivos. A empresa também recebeu diversos prêmios de qualidade como o Oscar Schrappe Sobrinho, o Fernando Pini e a Gold Ink Awards. A gestão ambiental ganhou importância e a Posigraf foi a primeira gráfica do Brasil a obter as certificações ISO 14001 e ISO 14064, além de ter conquistado a Forest Stewardship Council (FSC).
2002
A Biblioteca da Universidade Positivo foi inaugurada em agosto de 2002. Com 6.300 m², reúne milhares de livros, teses, dissertações, trabalhos de conclusão de curso, normas técnicas, periódicos e normas específicas, além de salas de estudo em grupo e cabines individuais. Ganha destaque a sala Roberto Campos, que abriga a biblioteca pessoal do economista e diplomata brasileiro, somando 8.426 volumes.
2003
Em dezembro, por intermédio da Posigraf o Grupo Positivo obteve o licenciamento para editar, distribuir e comercializar o dicionário Aurélio, um dos mais tradicionais e importantes do Brasil e um dos principais da Língua Portuguesa. Com dezenas de milhares de verbetes, minuciosamente pesquisados e documentados por Aurélio Buarque de Holanda Ferreira ao longo de muitos anos, essa obra é um marco fundamental na construção cultural e educacional da nação brasileira.
2003
Numa iniciativa inédita no país, a Posigraf foi a primeira empresa do setor gráfico brasileiro a adotar uma área de floresta para garantir a sua conservação. A solução uniu o proprietário da área, Gabriel Campanholo, à Posigraf, que garantiu os recursos financeiros para a conservação dos 131 hectares da Mata do Uru, um remanescente da Floresta com Araucária, localizada na Lapa. Hoje a Mata do Uru é uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN).
2004
O sucesso do Sistema Positivo de Ensino e o lançamento de novas coleções didáticas pavimentaram o caminho para a constituição da Editora Positivo. Ainda em 2004, foi lançada a versão eletrônica do Dicionário Aurélio, em parceria com a Positivo Informática, atendendo ao crescente interesse dos consumidores pela consulta à obra por intermédio do computador.
2004
A Positivo Informática estreou no mercado de varejo comercializando seus computadores por meio das grandes redes brasileiras do setor, e ao final do ano a empresa já era líder de mercado de computadores. No ano seguinte, tiveram início as vendas para o mercado corporativo.
2006
Em 2006, a Positivo Informática abriu seu capital ao lançar ações da empresa na BM&Bovespa. Com uma estratégia arrojada, a companhia tornou-se a maior fabricante de computadores do Brasil. Na atualidade, suas soluções educacionais estão presentes em aproximadamente 8,5 mil escolas públicas e 2,3 mil escolas particulares. Os produtos da Positivo Informática são comercializados em mais de 8,8 mil pontos de venda.
2006
Depois do sucesso do Sistema Positivo de Ensino, levado a milhares de escolas particulares, em 2006, o Grupo inovou ao apresentar um sistema voltado ao Ensino Público. A qualidade do material didático e a excelência da proposta apresentada fez com que, no primeiro ano, mais de 84 mil estudantes, de diversos estados e municípios brasileiros, adotassem o Sistema de Ensino Aprende Brasil.
2008
Neste ano a Posigraf realizou um grande investimento com a aquisição de quatro novas rotativas, oferecendo ainda mais suporte ao seu posicionamento de agilidade e capacidade técnica. Com estas aquisições seu parque gráfico dobrou a capacidade de produção e impressão.
2008
Aos 36 anos de existência, o Centro Universitário Positivo foi credenciado como Universidade Positivo pelo Ministério da Educação. Hoje, a UP conta com 27 cursos de bacharelado e licenciatura, dois doutorados, quatro mestrados, dezenas de programas de especialização e MBAs e centenas de programas de extensão, além de 20 cursos tecnólogos, que também são oferecidos em duas outras unidades, na Rua Ângelo Sampaio e na CIC.
2008
Com 2.400 lugares, foi inaugurado o Teatro Positivo, inspirado no anfiteatro grego Epidaurus, com formato circular que proporciona ampla visibilidade da plateia de qualquer lugar do auditório. Neste mesmo ano foi inaugurado o Expo Unimed Curitiba, um Centro de Eventos e Exposições também situado no câmpus da UP, com área de mais de 11 mil m² destinada à realização de feiras, eventos e congressos.
2009
Vinculado à Universidade Positivo, surge um núcleo de excelência voltado para a formação e o desenvolvimento de tecnólogos nas mais diversas áreas. O Centro Tecnológico Positivo instalou sua sede no campus Batel, onde também funciona a maioria dos cursos da área de negócios. Com infraestrutura diferenciada, o campus também conta com uma excelente praça de alimentação, laboratórios modernos, biblioteca, ginásio esportivo e amplo auditório.
2010
Em comemoração ao centenário de nascimento de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, autor do Dicionário Aurélio, a Editora Positivo lançou uma edição especial da obra, em homenagem ao alagoano que atuou como professor de Português e Literatura, crítico, ensaísta, tradutor, filólogo e lexicógrafo. Apaixonado pela Língua Portuguesa, dedicou muitos anos de sua vida à elaboração do dicionário que teve sua primeira edição lançada em 1975.
2010
Uma aliança com a BGH, empresa que desempenha importante papel no segmento de consumo na Argentina, marcou o início do processo de internacionalização da Positivo Informática. A união das duas empresas deu origem à Informática Fueguina S.A. Ainda neste ano, a Positivo Informática conquistou o prêmio Top of Mind na categoria notebook e foi eleita a marca mais lembrada pelos brasileiros na região Sul do país.
2011
Uma parceria firmada entre a Editora Positivo e o jornal O Estado de S.Paulo trouxe mais uma inovação do Curso Positivo para os vestibulandos de todo o Brasil, a disponibilização gratuita, na Internet, de 51 videoaulas de revisão dos principais conteúdos do vestibular e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Desenvolvidas pelos professores do Curso, as “Super Aulas Estadão Positivo” tiveram mais de três milhões de acessos nos primeiros 15 dias.
2011
Em 2011, a Editora Positivo lançou a coleção Projeto Eco, criada com base numa proposta multidisciplinar de aprendizagem e dedicada aos estudantes do Ensino Fundamental II. Além dos livros didáticos de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia e Língua Inglesa, a coleção traz o Minidicionário Aurélio e livros paradidáticos de Filosofia e Artes.
2011
O primeiro tablet brasileiro foi lançado pela Positivo Informática em 2011. Com elevado potencial educativo, mesmo antes de chegar ao mercado já vinha sendo utilizado por alunos do Colégio Positivo. Inspirado no consumidor brasileiro, o Ypy – que em tupi-guarani significa “primeiro” – já vem com mais de 50 aplicativos instalados em português e teclado também adaptado ao nosso idioma. Ainda neste ano, a Positivo Informática consolidou sua liderança no mercado brasileiro de computadores, acumulando a produção de mais de 9 milhões de PCs em sua história.
2011
O Grupo Positivo, em consórcio com o Grupo J. Malucelli, venceu a concorrência para administrar, por 25 anos, um dos espaços de exposição mais tradicionais da cidade de Curitiba, localizado no Parque Barigui. O novo pavilhão de eventos, de 7,5 mil m² e batizado de Expo Renault Barigui, foi concebido levando em conta a conservação ambiental. O consórcio também é responsável pela construção de mais uma pista de corrida e de uma galeria para pedestres.
2011
A Universidade Positivo inaugurou um novo campus na Cidade Industrial de Curitiba. O objetivo é atender às novas demandas do mercado por profissionais altamente qualificados em áreas não contempladas pelos cursos tradicionais de graduação. São Cursos Superiores de Tecnologia (tecnólogos), com duração média de 2 a 3 anos, que contemplam áreas de gestão, marketing, logística, automação e tecnologia, dentre outros.
2011
O canal de comunicação corporativa Atitudes Positivas foi um espaço criado para que os colaboradores façam sugestões, críticas e defendam as boas práticas profissionais nas empresas do Grupo. Com ele, está nas mãos do colaborador a oportunidade de ser ouvido. O balão, presente na logo do canal, significa o diálogo. O nome Atitudes Positivas representa a forma como o Positivo quer que seus colaboradores participem deste processo.
2011
Em 2011, o curso de Medicina da Universidade Positivo foi reconhecido pelo MEC com a nota máxima. Foram avaliados infraestrutura, modelo de gestão, concepção e matriz curricular do curso, além de integração entre os serviços de saúde na rede básica e nos hospitais parceiros. Também foram feitas visitas ao Hospital da Cruz Vermelha, para a certificação da instituição como hospital de ensino.
2012
O ano de 2012 começou com uma nova modalidade de ensino, o Bilíngue Integral. Baseado em quatro eixos – cultura, linguagens, esporte e ciências –, destina-se a alunos do 1º e 2º ano do Colégio Positivo Júnior, e propõe a aquisição natural, espontânea e contextualizada da língua inglesa, a partir de múltiplos estímulos em um ambiente de imersão parcial. Além das disciplinas básicas do currículo nacional, ministradas em português, são realizadas atividades artísticas e culturais, exercícios esportivos, oficinas de aprendizagem e momentos lúdicos, conduzidos em inglês por educadores bilíngues.
2012
Neste ano também foi lançado o Ensino Médio Especial, para alunos aprovados em um disputado processo seletivo. As turmas de 1ª e 2ª séries têm ensino integral, com aulas voltadas à preparação para o Enem e para os vestibulares mais concorridos do país. A nova proposta, com 1.500 horas-aula no ano, permite que os conteúdos das três séries do Ensino Médio sejam trabalhados, em profundidade, em dois anos, ampliando a preparação do aluno.
2012
Quatro décadas depois de materializar o sonho de um grupo de professores que apostou na educação de qualidade como um projeto de futuro, o Grupo Positivo atinge uma marca histórica. Juntos, o Sistema Positivo de Ensino e o Sistema de Ensino Aprende Brasil e suas escolas próprias atingem a marca de 1 milhão de alunos. Sempre norteado por seus valores fundamentais – saber, ética, trabalho e progresso –, o Positivo tem orgulho de colaborar para a construção de um país melhor para todos os brasileiros.
2012
Como marco mais tangível da comemoração dos 40 anos de sua história, o Grupo Positivo lança neste ano de 2012 o Instituto Positivo, que irá potencializar as ações de responsabilidade social das unidades do grupo com os colaboradores, alunos e parceiros. Com a criação do Instituto, o Grupo Positivo reforça o compromisso de impulsionar o desenvolvimento do país, dialogando com a sociedade para um futuro mais sustentável e uma sociedade mais justa.
>>
Colégio Positivo - Ângelo Sampaio
O Colégio Positivo Ângelo Sampaio atende estudantes de 1ª e 2ª séries do Ensino Médio.
Rua Alferes Ângelo Sampaio, 2300 -
Curitiba/PR
Telefone: (41) 3335-3535
>>
Colégio Positivo - Jardim Ambiental
O Colégio Positivo Jardim Ambiental atende alunos de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Rua Itupava, 985 Curitiba/PR Telefone: (41) 3335-3535
>>
Colégio Positivo Júnior
O Colégio Positivo Júnior atende alunos de Educação Infantil e Ensino Fundamental. Rua Marcelino Champagnat, 733 Curitiba/PR Telefone: (41) 3335-3535
>>
Colégio Positivo Internacional
Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 - Curitiba/PR Telefone: (41) 3335-3535
Positivo